Ética empresarial

Ética Empresarial – Qual a sua importância?

1024 597 RBNA Consult

Hoje em dia com os valores humanos sendo colocados de lado em detrimento à metas financeiras e algumas organizações tendo condutas inapropriadas, a ética empresarial ganha relevante importância. A ética empresarial está diretamente associada às empresas e deve ser tratada como a razão da organização existir. Ela envolve os valores de uma organização e seus princípios morais dentro da sociedade. Ou seja, apresenta o comportamento moral da companhia quando esta interage com o meio em que está inserida. A ética empresarial tem o poder de blindar uma empresa e melhorar sua reputação, o que contribui positivamente em seus resultados e auxilia o alcance dos seus objetivos. A decisão de ser uma empresa ética é um importante passo para se tornar referência no mercado.

Quando a organização, independentemente de seu porte ou setor, preza pela ética empresarial, ela demonstra ser transparente e transmite credibilidade e responsabilidade para seus clientes. Um objetivo muito importante para que a companhia prospere, é ter boa rentabilidade. Mas esses ganhos devem seguir os princípios da honestidade e sempre satisfazer as necessidades de seus clientes, sem que isto prejudique as pessoas e o meio ambiente.

Ao agir sem ética, a empresa pode ter sua reputação manchada e até perder a credibilidade de sua marca. Uma empresa desconfiada pelo mercado, tem mais dificuldade de se restabelecer do um novo entrante conquistar a confiança dos clientes e parceiros.

O RBNA Consult é uma empresa que preza pela ética empresarial e acredita que é necessário cumprir determinados padrões, praticar os preceitos coletivos e se preocupar com as demandas oriundas da população para se manter uma empresa ética. Esta prática deve estar presente nas atividades internas e externas de uma organização. Ao adotar seus padrões de ética de forma sistematizada, a empresa não tem alternativa, senão estender aos seus parceiros de negócios os mesmos padrões de exigência e submete-los ao programa de compliance já absorvidos pelos colaboradores internos, como por exemplo o Código de Ética.