Escolha sobre o que você quer ler

    quanto vale uma embarcação?

    Quanto vale uma embarcação ou estrutura flutuante?

    1024 609 RBNA Consult

    Definir quanto vale uma embarcação, plataforma, dique flutuante, FPSO, ou qualquer outra estrutura flutuante é um item de suma importância para diversos objetivos, como avaliação contábil e financeira.

    Em mercados estáveis e de espectros extremamente vastos, como o mercado de compra e venda de automóveis, a avaliação do ativo se aproxima muito, independente da forma como ele é avaliado, do quanto um comprador racional, bem informado e sem impulsos para compra pagaria pelo carro.

    Por outro lado, o mercado de estruturas flutuantes não pode ser visto da mesma forma. O mundo das embarcações é regido por muitas variáveis que podem ser muito voláteis ou pertencerem a mercados muito restritos. Existem tipos de embarcação mais comuns, é o caso dos Aframax, Suezmax, Panamax, PSVs, AHTS, etc Mas também existem os FPSOs, PLSVs, RSV/DSVs, OCVs, etc.

    Embarcações são estruturas construídas para operarem em locais/rotas e funcionalidades especificas, podendo ter, dependendo do caso, pouca ou nenhuma flexibilidade operacional. Dessa forma possuem mercados de compra e venda restritos.

    Assim, o exercício de definir de forma justa quanto vale uma embarcação não é simples e deve ser realizado por uma empresa especializada como o RBNA Consult.

    Existem basicamente 3 métodos para avaliação de embarcações:

    1. Avaliação a preço de mercado:

    Nesse tipo de avaliação a embarcação é avaliada de acordo com as transações recentes de embarcações semelhantes, sendo ajustada a diversas variáveis como porte bruto, idade, estaleiro fabricante, especificações gerais, classe de DP, etc.

    De forma geral, para embarcações “de prateleira”, em mercados muito ativos, esse método apresenta um ótimo guia para avaliação da embarcação.

     

    1. Avaliação por preço de reposição:

    A avaliação por preço de reposição é mais utilizada para embarcações com características operacionais muito especificas, logo com pouca ou nenhuma demanda de mercado para tal embarcação. Alguns PLSVs, Floteis, WSVs, Heavy Lifts, Cargueiros equipados para transporte de dinamites, entre outros, são exemplos dessas embarcações.

    Nesse método, a embarcação é avaliada em quanto custaria para se substituir a embarcação existente no mercado em questão.

     

    1. Avaliação por Fluxo de Caixa Descontado:

    A avaliação por fluxo de caixa descontado baseia a avaliação no total de receita que a embarcação pode gerar pelo resto de sua vida útil mais seu valor residual. A ideia principal é fazer uma projeção para o futuro considerando os custos fixos e variáveis, custos de capital, taxas de retorno, custo financeiro, valor de frete ou outro tipo de receita, considerando a embarcação em contrato ou produção durante sua vida útil.

    A limitação desse método é a presunção que as condições financeiras e de mercado se manterão de que a embarcação se manterá em contrato

    Não existe forma perfeita de avaliação para uma embarcação ou estrutura flutuante, todos os métodos têm pontos fortes e pontos fracos e devem ser escolhidos de forma criteriosa para apresentarem os preços justos e mais adequados a cada ativo.

    Busque sempre a opinião de uma empresa especializada como o RBNA Consult.