Escolha sobre o que você quer ler

    Investimentos Para o Setor de O&G

    Projeção de Investimentos Para o Setor de O&G no Brasil

    1024 553 RBNA Consult

    O setor de óleo e gás no Brasil pode gerar investimentos de mais de US$ 200 bilhões nos próximos 10 anos. Os leilões em que a união concede o direito de explorar e produzir petróleo e gás natural são os grandes responsáveis por atrair os investimentos. Havia grande expectativa com o mega leilão da cessão onerosa. O resultado não foi como o esperado, porém garantiu a maior arrecadação da história. Em contrapartida, a 16º Rodada de Concessão foi um sucesso e a 17º Rodada de Concessão já foi autorizada pelo CNPE (Conselho Nacional de Política Energética).  Além disso, a oferta de blocos em campos maduros, a serem desinvestidos pela Petrobras, também atraem novos investimentos para o País. Os avanços e investimentos podem colocar o Brasil entre os 5 maiores produtores de petróleo do mundo.

    Primeiramente, as construções de novas FPSO´s é um indício da retomada do crescimento e de novos investimentos. Vale ressaltar que nessas plataformas é necessário alcançar um percentual mínimo de conteúdo local. Para comprovação do compromisso de conteúdo local assumido, é necessário realizar a certificação de Conteúdo Local, que é feita por certificadoras credenciadas pela ANP, como o RBNA Consult. No momento, 3 FPSOs estão em construção e outros dois com início de construções previstas para o ano de 2020. Esse movimento abre oportunidades para empresas de engenharia nacionais assim como para materiais e equipamentos produzidos no Brasil.

    De acordo com o estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), no âmbito do mercado de trabalho, a previsão é que, até 2022, os empregos no setor dobrem e alcancem a marca de 870 mil empregados.  Depois de alguns anos seguidos de queda, os empregos no setor voltaram a crescer em 2018, um aumento de 32% em relação ao ano anterior.

    Outro ponto importante é o potencial de arrecadação de impostos para a União, Estados e Munícipios. Num momento de déficit das contas públicas, a indústria de Óleo e Gás tem potencial para ser a primeiro lugar da lista de arrecadação de impostos federais dentro do setor industrial.

    Portanto, as perspectivas de investimentos para o setor de O&G são excelentes para os próximos anos. Tais investimentos e a entrada de novas plataformas em operação vão contribuir para a retomada do crescimento econômico nacional, contribuindo com o aumento da arrecadação de impostos e milhares de novos empregos.